Fabiano da Luz (PT) visita local da demolição de escola na comunidade quilombola e requer providências urgentes

Santa Catarina

09 ABR, 2021

O deputado Fabiano da Luz (PT) esteve no local da demolição da Escola de Educação Básica José Faria Neto, na Comunidade Remanescente do Quilombo Invernada dos Negros, em Campos Novos, nesta sexta-feira (09), e se deparou com cenas e depoimentos dramáticos. “No momento mais difícil da pandemia, a Escola foi destruída por uma empresa que se julga dona de todos os lugares dessa região, amedrontando os quilombolas, ameaçando a população, cometendo um crime contra um patrimônio público e causando todo esse transtorno em Campos Novos”, declarou o parlamentar, líder da Bancada do PT na Assembleia.

A unidade atendia mais de 200 alunos, incluindo Educação para Jovens e Adultos. “É humilhação pra nois porque era onde nois estudava. A gente não conseguiu em outros tempo e aí a gente veio estudar aqui né”, relatou o morador José Avori da Silva, em conversa com o deputado Fabiano.

Para o parlamentar, a demolição da escola configura crime contra o patrimônio público. “Estamos tratando de um dano ao patrimônio público de Santa Catarina e que estava à disposição da comunidade quilombola, que planejava construir no local museu, biblioteca. Nos chamou muito atenção a forma como se deu a demolição. Enquanto os quilombolas estavam sendo vacinados, a escola foi destruída no feriado de semana santa.”

Liderança do quilombo, Edson Camargo acompanhou a vistoria. “Nós, enquanto Comunidade Invernada dos Negros, consideramos esse ato como terrorista contra os direitos dos povos originários, as comunidades tradicionais. Um terrorismo contra a sociedade em geral. Um prédio público que, para nós, tinha um significado muito além de tudo que vem sendo noticiados. Um prédio que, para nós, representa um centro de desenvolvimento social, econômico e cultural da nossa comunidade”, desabafou.

Realizada a visita ao local, o deputado Fabiano solicitou providências urgentes às autoridades. “É importante frisar que essa escola foi construída pelo Estado de Santa Catarina em 1993 e inaugurada em 1994. Então é patrimônio público do Estado. Se nada for feito em relação a isso, dá direito a qualquer cidadão de destruir qualquer patrimônio público e o Estado estará permitindo. Essa é a indignação de todos nós. Se o Estado não fizer nada, é sinal que é capacho do poder econômico que está por trás disso tudo aqui.”

O deputado já aprovou Pedido de Informação à Secretaria de Estado da Educação para apurar os responsáveis pela demolição da escola. O deputado conversou com o Ministério Público Federal e verificou que o procurador da república Anderson Lodetti de Oliveira, responsável pelo assunto, já está acompanhando o caso. Um inquérito também foi registrado e a Polícia Civil de Campos Novos está investigando os fatos. 

Crédito/foto: Luca Gebara


Mais notícias

Oeste

Deputado Fabiano vai conferir in loco demolição de escola na comunidade quilombola, em Campos Novos

08 ABR, 2021

Oeste

Bancada do Oeste firma compromisso com Hospital Regional de São Miguel do Oeste e busca apoio financeiro

07 ABR, 2021

Santa Catarina

Fabiano da Luz recebe visitas de secretário estadual, lideranças de Descanso e Planalto Alegre

07 ABR, 2021

Santa Catarina

Fabiano da Luz propõe criação de polo de treinamento da Celesc em Lages

01 ABR, 2021